domingo, 24 de agosto de 2008

Pedras parideiras

DSC04880

FeCl2 + 4 H2O  + KAlSi3O8  [outrora]

KFe3AlSi3O10(OH)2 +  6 HCl   [agora]

Termoclastia que cria, que transforma.  A pedra de outrora, a rocha-mãe, a parideira, espera.  Na Serra da Freita há poucas almas, muitas histórias.  Os dias passam e se no inverno há neve, no verão há gente, há carros, há olhares postos na Frecha da Mizarela.  Por entre modernos moinhos de ventos, as vacas pastam, marcam seu território.  Os dias e as noites correm, tanto sol, tanta lua, tantos que passam.  O nascimento de agora, quando alguém espreita pela rede que protege, a bolha que torna-se em biotite, o disco duplo convexo que brilha ao sol, já não é parte de quem o criou.

* Este texto teve como inspiração outro sobre as pedras parideiras que se encontra no site de Geologia do Portal de Arouca

1 comentário:

Arouca.biz disse...

Podem encontrar aqui mais informações sobre as Pedras Parideiras e o Geoparque Arouca